Namorinho no portão

Por Tatiane Bernardi
Não, você não precisa ter o abdômen do mocinho da novela, afinal eu adoro meus peitos naturais que se mexem de leve quando eu corro e desaparecem um pouco quando eu emagreço demais. Acho até que posso ficar com sua barriga pra sempre, mas já faz tempo que não acompanho nem uma semana seguida de qualquer novela. Eu não quero que você me busque num super potente carro, eu só quero que quando você me beije, eu não deseje mais nenhuma força do universo. Estou pouco me lixando se o restaurante tem várias cifras no guia da Folha, mas gostaria muito que a gente esquecesse das mesas ao lado e risse a noite toda, eu até brindaria com água sem bolhinhas.

Sério que tem uma pousada mega-master com ofurô em cima da montanha e charretes cor-de-rosa que trazem o café da manhã? Dane-se, se você conseguir passar, nem que seja algumas horas, encantado pela gente, essa será a maior riqueza que eu posso ganhar. Sim, a tecnologia é mesmo fantástica, só que hoje eu queria sumir com você para um lugar onde não pegue o celular, não pegue a internet, não pegue a televisão, mas que a gente, em compensação, se pegue muito. Sim, sim, música eletrônica é demais, celebrar a vida com os amigos é genial, pular bem alto é sensacional. Mas será que a gente não pode colocar um Cartola bem baixinho na vitrola e dançar sozinhos no escuro, só hoje?

Será que a gente não pode parar de adjetivar o mundo e se sentir um pouco? Eu procuro você desde o dia em que nasci, não, eu não dependo de você nem para andar e nem para ser feliz, mas como seria bom andar e ser feliz ao seu lado. Só que estamos com um problema: vai ser um pouco difícil a gente se conhecer porque tenho evitado sair de casa.

Eu não odeio mais as garotas em série e seus namorados em série, eu não odeio mais a sensação de que o mundo está perdido e as pessoas lutam todos os dias para se parecerem ainda mais com o perdido ao lado, se perdendo ainda mais. Eu não odeio mais quem cuida do corpo mas esquece da alma, quem cuida do cabelo mas esquece da mente, quem cuida da superfície mas faz eco por dentro, quem coloca um peito de silicone mas esquece de dar mais uma chance ao amor. Eu não odeio mais a galera feliz em pertencer a um mesmo barco que não vai a lugar nenhum. Eu só acho isso tudo muito triste e prefiro não ver. Eu prefiro não fazer parte da feira que compete pra ver quem tem a casca mais bonita. Voando eu sei que você não vem, até porque eu jamais namoraria um super-homem: tenho horror a pessoas falsamente infalíveis.

Não quero um homem que sempre vence, que sempre impressiona, que sempre salva e sorri impecável em dentes brancos e músculos ressaltados por um colan com as cores da bandeira americana. Você pode ter medo de monstrinhos imaginários e dormir com a porta trancada, pode ficar meio tristinho quando, numa festa cheia de amigos, lembrar que é sozinho no mundo, pode perguntar assustado no meio da noite “aonde você vai” mesmo sabendo que é só um xixi, pode até fazer piada com o seu medo de estar vivo, e pode, inclusive, ficar sério e quieto, de repente, por causa disso também.

Não existe Orkut, não existe Messenger, não existe celular, não existe um supercelular que é máquina fotográfica, Orkut e Messenger ao mesmo tempo. Não existe o décimo quarto andar do meu prédio com 8 seguranças lá embaixo. Não existe a balada perfeita com 456 garotas iguais e programadas para te dar um amor levemente inexistente. Não existe esperar que a vida fique mais compacta, mais veloz, mais completa e mais fácil, assim como o computador.

Existe essa coisa simples, antiga e quase esquecida pela possibilidade infinita de se distrair com as mentiras modernas do mundo. Existe o amor, mas onde ele foi parar depois de tudo isso? Eu não tenho um portão para te esperar, como minha avó um dia esperou pelo meu avô e eles ficaram juntos por 70 anos. Talvez eu também seja engolida por esse mundo que cria tantas facilidades para a gente não sofrer. Tenho medo de que tudo seja uma mentira e de verdade sinto que é, mas ainda acordo feliz todos os dias esperando que ao menos você seja verdade.

tumblr_lhyymssde41qdj3jvo1_500

Sicário: Terra de Ninguém, 2015

Vou confessar que não sou muito fã de filmes de ação. Tenho que estar em um dia inspirado para pegar para assistir ou tem que ter um enredo muito bom. E ontem foi dia de encarar Sicario.

Sicario-Movie-Poster-HD-wallpaper

Kate Macer é uma agente do FBI da divisão de sequestros. É uma agente experiente que sempre obteve sucesso em todas as suas missões. Em seu ultimo tiroteio acabou no comando de uma invasão a uma casa onde foram encontrados mais de 20 corpos mortos e uma bomba.

Por conta disso, acaba sendo convocada para uma força-tarefa na fronteira dos EUA com México par caçar o chefe do cartel mexicano responsável pelas mortes.

S_D045_11529.NEF

Na minha opinião, filmes sobre cartéis sempre tem um enredo bastante complexo. E nesse caso piora um pouco porque as informações são jogadas pra você conforme são jogadas para a Kate, então você fica meio que no escuro e descobrindo aos poucos as reais intenções da missão.

E quando chega no final você percebe que a historia do filme é meio rasa, chegando a quase ser ruim. Mas se você ignorar isso você se encanta com todo o resto.

SICARIO

Day 16

Os atores fazem o melhor que podem com o roteiro que tem nas mãos. Emily Blunt e Benicio del Toro carregam o filme nas costas.

Mas o que arrebenta mesmo é a fotografia do filme. Pra mim ficou gravado na minha mente uma cena em que ela é chamada por um dos soldados para ver os “fogos de artifício” no teto de um dos prédios e você consegue ver ao fundo o céu meio roxo. É um céu de tirar o fôlego!

No final, se você ignorar o roteiro, é um filme muito bom.

Nota: 4
Oscar 2016: Indicações de Melhor trilha sonora, Melhor edição de som e Melhor fotografia.

 

Eu quero você

Pela primeira vez em muito tempo eu não quero me negar a compartilhar algo verdadeiro.
E eu nem sei explicar porque eu sei que é verdadeiro.
Talvez porque fazia muito tempo que eu não acordava ansiosa por receber um bom dia.
Ou porque falar com você é fácil. É leve. Você diz que nunca vai me julgar e sempre sorri.
Ou porque eu sinta saudade de você antes de você partir.
Porque pela primeira vez eu estou sendo eu com tudo que eu tenho de mais sincero.
E dessa vez eu não perdi. Eu só ganhei.

tumblr_m51rf0rNjP1r8te2do1_500

 

 

Seu fuso horário

Alguns estão solteiros.
Alguns estão casados e esperaram 10 anos para ter um filho, e outros tiveram um filho depois de um ano de casados.
Alguns se formaram aos 22 anos, e esperaram 5 anos para conseguir um bom emprego. Outros se formaram aos 27 e encontraram o emprego de seus sonhos imediatamente!
Alguns se tornaram presidentes de grandes empresas aos 25 e morreram aos 50, enquanto outros se tornaram presidentes aos 50, e viveram até os 90.

Cada um trabalha com seu próprio “fuso horário”.
As pessoas conseguem lidar com situações apenas de acordo com seu próprio tempo. Trabalhe com o seu próprio tempo.
Seus colegas, amigos, e conhecidos mais jovens podem parecer estar “a frente” de você, e outros podem parecer estar “atrás”.
Não os inveje nem zombe deles.
Estão em seu próprio tempo. E você está no seu!
Segure firme, seja forte, e seja verdadeiro consigo mesmo.
Tudo irá conspirar ao seu favor. Você não está atrasado, nem adiantado, você está exatamente na hora certa!

Sri Sri Ravi Shankar

Ex-Machina, 2015

ex-machina-instinto-artificial-e-a-criacao-de-humanos-mais-humanos.html.jpg

Caleb é um programador de computadores que ganha um concurso dentro da sua empresa para passar uma semana com o CEO da empresa Nathan Bateman.

Lá ele descobre que foi selecionado para fazer o Teste de Turing em Ava, o mais novo experimento secreto de Nathan. O Teste de Turing é um teste para determinar se uma máquina consegue exibir comportamento igual ao de um ser humano e ele tem uma semana para dizer se Ava passou ou não no teste.

exmachinsert5

É difícil comentar pois foi um filme que me conquistou do começo ao fim.

É um filme aparentemente simples. Você não percebe as intenções de Ava nas suas primeiras ações, mas existe uma razão para cada expressão, cada movimento e cada palavra dela nas sessões com Caleb.

Com o decorrer do filme a simplicidade ganha uma complexidade sutil, se você perde qualquer detalhe perde o todo. Você passa o filme inteiro sem saber em quem confiar.

Ex Machina film still

E quando você acha que sabe o que vai acontecer no final, vem a Ava e te derruba. Mata seu criador para finalmente virar criatura. O plus é que mesmo não sendo uma mulher de verdade, não dá para negar a referência de libertação feminina que o filme traz no final. ❤

Nota: 5
Oscar 2016: Vencedor de Efeitos Especiais. Indicações de Melhor Roteiro Original.